Vitória Sobre a Depressão

Versão para cópia
CAPÍTULO 30

A Conquista e a Preservação da Saúde

O esforço pela conquista e preservação da saúde deve constituir-se numa das razões fundamentais da existência humana.


É natural que, durante a vilegiatura carnal, o organismo experimente mudanças no seu quadro de apresentação, sofrendo os fenômenos biológicos de acordo com a programação evolutiva de cada Espírito.


Saúde e doença, portanto, fazem parte do esquema existencial. Nada obstante, a busca pelo bem-estar, que deflui do equilíbrio psicofísico e emocional, transforma-se em necessidade inadiável.


Herdeiro das realizações pretéritas, o ser humano avança pelas multifárias reencarnações, sob os camartelos dos atos infelizes ou as blandícias das ações edificantes. Isso, porém, pode sofrer alterações, quando se trata dos dramas afligentes e das enfermidades pungitivas, que resultam dos fenômenos de desobediência às Leis de Deus, através da mudança das paisagens mentais, mediante os pensamentos enobrecidos, que se transformarão em atos saudáveis, diminuindo a carga dos débitos contraídos anteriormente.


Nada acontece de bom ou de mal à criatura humana, sem uma causa anterior que o desencadeie. Dentro desse raciocínio, os efeitos perniciosos que agora se apresentam podem ser modificados, desde que sejam tomadas atitudes diferentes, geradoras de futuros resultados, que se apresentarão benéficos.


Ninguém jornadeia na Terra sob imposições punitivas. Aquilo que muitos consideram como castigo, não passa de corrigenda de que necessita, a fim de manter-se em equilíbrio perante o Cosmo.


A justiça de Deus é equânime, não variando de um para outro ser, a todos apresentando-se de igual maneira, conforme estabelecida nas leis que regem a Natureza.


Quando se ora, suplicando que as aflições sejam diminuídas e até vencidas, o anelo deve ser o de conseguir-se forças para suportá-las, sem os fenômenos psicológicos da irritação, da revolta, do desespero, que mais lhes intensificam a presença perturbadora.


Orando, o Espírito apazígua-se, porque haure energias confortadoras, e enriquece-se de esperança, na comunhão com as Forças Divinas, restabelecendo o ânimo, quando combalido, dispondo-se ao prosseguimento, quando extenuado, alegrando-se pela experiência reparadora.


A oração não deve ser encarada como um recurso que elimina o sofrimento, mas como terapêutica valiosa para a vitória sobre o mesmo.


Equivoca-se aquele que supõe encontrar solução miraculosa, sem esforço, quando roga o amparo divino, entregando-se ao recurso da prece.


Graças à visão otimista em torno dos efeitos do sofrimento de que necessita, desperta para nova realidade, adquirindo forças morais e físicas, emocionais e psíquicas para os enfrentamentos, à semelhança daquele que se submete a cuidadosa terapêutica medicamentosa que lhe irá revitalizar o organismo depauperado… Pode-se, portanto, e deve-se buscar o conforto moral da prece, sintonizando com a Divindade, da qual promanam as forças vivas que sustentam o Universo.


O ato de orar produz mudança vibratória em quem se encontra sob constrições de enfermidades de variada natureza.


* * *

O corpo humano é a mais grandiosa obra de engenharia que se conhece.


O seu aparelho circulatório, que mede entre cento e cinquenta mil e cento e noventa mil quilômetros de artérias, veias e vasos em um circuito especializado, é autorreparador, porque produz todo o material de que necessita para a preservação dos seus equipamentos.


Autônomo, todo o organismo vive individualmente dentro da argamassa celular que o constitui, sob o comando da mente. De acordo com a estrutura mental, tem-se, portanto, o corpo, conforme os esquemas espirituais resultantes dos comportamentos em existências transatas.


Elaborado sob supervisão de hábeis programadores espirituais, a sua organização é programada com o objetivo de atender aos compromissos para os quais renasce, dentro das linhas de conduta que se permitiu nas experiências anteriores.


De igual maneira ao que sucede a qualquer empreendedor, que se arrima aos conhecimentos e vivências adquiridos, todos os seus labores resultam dessas conquistas, ou enfrenta dificuldades, quando não dispõe desses alicerces construídos anteriormente.


A saúde, com efeito, não é uma ausência de doenças na sua organização complexa, podendo ocorrer pequenos ou grandes distúrbios que, no entanto, não afetam, realmente, a estrutura geral, nem o quadro de bem-estar.


Muitas ocorrências classificadas como doença podem ser perfeitamente incorporadas à área da saúde, desde que o ser interno saiba conduzir-se com o equilíbrio indispensável para atender a momentânea desorganização celular, logo recompondo-se.


Adquirido esse estado de alegria de viver, como efeito do equilíbrio da maquinaria orgânica, todo esforço deve ser aplicado na sua conservação.


Muitas vezes, adquirir algo, embora exigindo sacrifício, torna-se fácil, no entanto, preservar a conquista realizada constitui um desafio que deve ser levado adiante ao preço da persistência e da vigilância contínuas.


Pessoas existem, pessimistas e derrotistas, que, ao se encontrarem com boa disposição, na área da saúde, começam a imaginar o que lhes acontecerá de perturbador, logo depois, tão acostumadas estão ao comportamento depressivo, que facilmente retomam à situação viciosa e lamentável, O cultivo, portanto, das ideias e ideais otimistas, elaborados dentro das possibilidades de vivência em paz e com alegria, produz resultados excelentes, que impedem a instalação dos transtornos de conduta, particularmente os da depressão.


Uma existência laboriosa, ativa, guiada pela mente edificada no amor e na solidariedade, transforma-se num arquipelago de saúde, mesmo quando ocorram alguns fenômenos de aflição, perfeitamente controláveis.


* * *

Cada Espírito é responsável por tudo quanto lhe acontece.


Se pretendes bem-estar, saúde e alegria, envolve-te na luz do amor, edificando-te interiormente através do cultivo dos pensamentos superiores, não te permitindo angústias desnecessárias, ansiedades injustificáveis, medos sem lógica, solidão egoísta… Entrega-te a Deus, e nEle confia integralmente, certo de que nunca estarás a sós, nem mesmo quando dEle te apartes, porque o Seu amor vige em todo lugar e mantém a harmonia universal.


Podes, portanto, adquirir a saúde e preservá-la, se te resolveres por ser feliz e te empenhares na execução do programa iluminativo que te diz respeito.






FIM





Acima, está sendo listado apenas o item do capítulo 30.
Para visualizar o capítulo 30 completo, clique no botão abaixo:

Ver 30 Capítulo Completo
Este texto está incorreto?