Dimensões da Verdade

Versão para cópia
CAPÍTULO 50

SUPLICIADO

Depois de rude assédio que te comprime, ages desinteressado com as aspirações entanguidas.


O claro sol do ideal nubla-se quando, por fim, consignas a soledade que se espraia em tua volta.


A palavra-roteiro do eloquente expositor que te convidara à construção do Mundo Melhor perdeu a vitalidade, e ele mesmo caminha atônito, sem rumo.


O livro nobre que enfloresceu tua alma, adornando-a de luz parece agora sem combustível, ao constatares a realidade que espera aquele que ama.


As vidas-exemplos; que se constituíam lições de alento vivo, bruxuleiam em tua mente inquieta como se fossem lendas da infância, que a maturidade dos anos apaga com os chumaços de algodão do dissabor.


Os planos fascinantes com os quais trabalhavas a terra do coração para os empreendimentos da esperança, não mais acionam a maquinaria paralisada dos teus altos objetivos.


Experimentas convicção que se acentua, de que a Terra se converte paulatinamente em presídio para alienados, vítimas "da própria imprevidência.


Estás aturdido, sem qualquer estímulo para lutar.


* * *

Ne o débil vegetal pudesse conjecturar, quando em semente sobre as dificuldades a vencer, tais como solo, intempéries, animais e homens, e resolvesse recuar, a vida estaria condenada desde o começo...


Se a gota d’água temesse o oceano em que se consome, e negasse e consumisse, ignoraríamos a linfa que dessedenta...


Se a saúde considerasse os impedimentos do seu curso normal e fugisse, a vida humana seria impossível...


Se a flama tremeluzente temesse a ventania e se negasse a arder nos primeiros tempos, o homem estaria desprovido do progresso...


Se o amor se entibiasse diante das enfermidades do egoísmo, o caos voltaria a reinar no turbilhão dos começos...


No entanto, o universo é resultado do átomo e a gotícula humílima é base para a vida.


No aparente vácuo que envolve os mundos e os distancia, cantam as glórias divinas.


Tudo são chamamentos à ação, apelo ao trabalho.


Transformação é ressurgimento do próprio desgaste.


Só o homem se deixa entibiar quando os corifeus se reduzem, Apesar disso faz-se indispensável prosseguir.


A covardia sempre armou ciladas para os desbravadores da terra da verdade.


Supliciados e aparentemente destruídos, passaram os servidores da fé, das artes, dos descobrimentos embrulhados no sarcasmo, pisando sobre as pústulas do desdém, demandando os Cimos da Vida, para onde rumam todos os que vivem...


Alguns não tiveram sequer a lembrança da posteridade, mas o que fizeram, o que sofreram, tornando-se argila preciosa do edifício da redenção e da vitória de milhões, trouxe-os de volta à Humanidade, embora ignorados.


* * *

Não fites a trilha dos desertores, pois que suas pegadas foram destruídas, ao fugirem.


Firma a disposição de deixar-te prender pelas linhas basilares do entusiasmo salutar.


Resigna-te a prosseguir sem elos com outros, ligado, porém, ao Triunfador Solitário.


Quando os amigos se preocupavam em fazê-lo rei para a glória de Israel, Ele pensava na cruz em que seria pendurado para a glória de Deus, sem pedir a ninguém que O seguisse...


Os próprios companheiros do Colégio Galileu não O entenderam; todavia, ainda hoje a sua semente de luz é sol de incessante aurora nos horizontes sem-fim da nossa vida eterna.




Acima, está sendo listado apenas o item do capítulo 50.
Para visualizar o capítulo 50 completo, clique no botão abaixo:

Ver 50 Capítulo Completo
Este texto está incorreto?