Vidas Vazias

Versão para cópia
CAPÍTULO 3

TRIUNFO DA IMORTALIDADE

Bendize toda e qualquer circunstância em que te encontres, porque te constitui instrumento de elevação moral.


Otrânsito carnal festivo e quente que envolve o ser, pela sua própria estrutura, resulta das sucessivas transformações que se operam no curso existencial.


Obedecendo às leis do movimento, átomos e suas partículas alteram a constituição em que se apresentam conforme a natureza do conjunto.


No caso da organização humana, reúnem-se em perfeita integração perispiritual que lhe faculta apresentar-se na forma conhecida, alterando-se conforme as energias emitidas pelo Espírito no seu processo evolutivo.


Por essa razão, o corpo físico sofre contínuas modificações decorrentes dos campos vibratórios programados para a jornada orgânica. Em consequência, tudo, na relatividade do tempo e do espaço, impõe alterações estruturais que culminam no fenômeno biológico da morte.


Enigma filosófico desafiador, a morte tem sido a grande incógnita de cada vida.


Enquanto algumas escolas de pensamento confirmam o prosseguimento da vida, outras aí assinalam o seu encerramento.


Pensadores dignos através da História têm procurado confirmar a sobrevivência do ser, da sua energia pensante à disjunção molecular, enquanto a presunção de inumeráveis outros, em razão do sofrimento e dos desencantos que experimentaram, colocam-lhe o ponto final.


Entre ambas as correntes comportamentais, os fenômenos mediúnicos, sob variada denominação, demonstram a continuidade da transcendência e, por efeito, da indestrutibilidade da vida.


Em toda a cadeia da existência não são raras as demonstrações da continuidade dos acontecimentos, apresentando alterações naturais que testemunham o prosseguimento existencial.


Lamentando, porém, a sua interrupção, quando os prazeres se multiplicam, esses aficionados em amargura determinam a destruição do ser na disjunção da forma.


Assim pensando, comportam-se em incessante busca de compensações prazerosas enquanto no corpo, exaurindo-o na luxúria e mediante os tóxicos da alucinação.


Glórias e desgraças na Terra são fenômenos do existir para facultar a aprendizagem das Leis Soberanas no processo iluminativo das reencarnações.


Causam espanto, sim, as alterações do corpo nos períodos que sucedem à infância e à juventude.


As carnes frescas e lisas de repente são convertidas em máscaras de horror mediante as rugas profundas e as degenerações inevitáveis, provocando pranto e dor.


Vezes outras, enfermidades deformadoras instalam-se no vaso carnal e formas estranhas, algumas aberrantes e assustadoras, convertem os indivíduos em espectros que aparvalham e geram piedade...


Não raro, apresentam-se essas deformações da aparência no monte das exposições degeneradas dentro das quais respira a vida, com ânsia ou não de morrer.


* * *

A vida, que promana de Deus, no entanto, aí se homizia, nesses rescaldos de horror, agarrando-se ao corpo desgastado e disforme.


Nada obstante, um organismo, mesmo sob os camartelos do sofrimento, constitui bênção de alto significado para a experiência iluminativa.


Razões ponderáveis de existências passadas contribuíram para a ocorrência necessária.


Desse modo, seja qual for a manifestação orgânica em que o Espírito se apresente revestido, constitui bênção de Deus, que se deve valorizar, a fim de purificar-se interiormente.


Bendize toda e qualquer circunstância em que te encontres, porque te constitui instrumento de elevação moral.


A beleza de um dia cobra imposto em favor do futuro e, quando utilizada de forma enganosa, plasma alterações correspondentes às necessidades da harmonia.


Utiliza-te de cada instante para aprimorar-te, insculpindo no pensamento e na emoção o amor para modelares o futuro radioso, sempre organizado em experiência anterior.


A filosofia da imortalidade é a mais compatível para proporcionar felicidade ao ser humano, pelo ato de o transformar no grande escultor da própria alma.


Mediante o pensamento em contínua edificação, elabora um programa de compreensão ética e moral para a existência transitória.


Insiste sem desânimo no aprimoramento dos teus sentimentos, oferecendo chances a todos de ascenderem às cumeadas do progresso, em cujo curso se encontram todas as criaturas, muitas vezes, sem dar-se conta.


Se te equivocas e ages mal, recua para refazer o caminho. Não deixes marcas aberrantes por onde transitas.


Urge que imprimas no íntimo o anseio de plenitude, trabalhando sem cessar pelo bem.


Quando não possas ajudar, não contribuas para aumentar a ruína, a desdita de outrem.


Renasceste para crescer e desenvolver o "deus interno" que jaz nos refolhos do ser profundo que és.


Adquire o hábito salutar de ser aquele que compreende e ajuda mesmo desconhecido. Não é importante que se saiba quem o bem faz, mas que ele seja feito, porquanto os seus efeitos edificam o mundo melhor.


A vida, por isso mesmo, é um curso incessante que jamais se interrompe, semelhante a um córrego de nascente perpétua a fluir com intensidade, enfrentando o leito desafiador.


* * *

As dúvidas pairavam mesmo entre os Seus discípulos a respeito da ressurreição que Ele prometera.


Estavam desapontados e aturdidos.


Tudo era sombrio, e as expectativas eram ainda piores.


Foi quando Ele ressurgiu em imortalidade triunfante, conforme era antes, e mais belo do que nas ocasiões passadas.


Assim também acontecerá contigo, e, de forma idêntica, os teus amores que retornaram antes ressurgirão em gloriosa madrugada para sustentar-te na saudade e na dor.


Aguardam-te em contentamento, e não te abandonam jamais.


Vive, no mundo físico, de maneira que amealhes um tesouro de harmonia íntima por todo o bem que possas realizar.


Nunca permitas que o mal dos perversos te aturda na caminhada de libertação, recordando Jesus, que, a cada passo, enfrentou o cinismo e o cepticismo daqueles que viviam apenas para as rápidas ilusões da matéria.


APARVALHAR: Tornar(-se) parvo; embasbacar(-se), apalermar(-se).


PROMANAR: Ter como agente, autor ou criador.


CAMARTELO: (Fig.) Qualquer instrumento ou objeto usado para quebrar, demolir, bater repetidamente.




Acima, está sendo listado apenas o item do capítulo 3.
Para visualizar o capítulo 3 completo, clique no botão abaixo:

Ver 3 Capítulo Completo
Este texto está incorreto?