Messe de Amor

Versão para cópia
CAPÍTULO 47

SE QUISERES

Empreendida a excursão ao país da alma, descobrirás quão árdua é a tarefa encetada.


Renúncia e solidão, sofrimento silencioso e esforços incessantes fazem-se indispensáveis para o êxito do empreendimento.


No entanto, se quiseres lutar contra os vermes dos vícios que te consomem, adquirirás a saúde robusta que se não apartará de ti...


Poderás romper as grades da gaiola de ouro que te escraviza com algemas vigorosas, ganhando a vastidão da liberdade...


Atravessarás o pântano de fel do orgulho e da preguiça, atingindo a plataforma do dever onde a simplicidade fez morada...


Revelarás todo o mal, fazendo todo o bem àqueles que te não compreendem, distribuindo a luz clara da fé que vitaliza os teus desejos...


Afugentarás o medo e a incerteza, ampliando os horizontes do serviço intérmino...


Descobrirás tesouros até então desconhecidos, latentes em ti mesmo, à espera da tua vontade...


Há muitos companheiros que tombaram na travessia do charco do prazer, que se detêm nas cordas vigorosas da incerteza, que se agarram às tábuas frágeis do barco da mocidade, que se perdem nos labirintos da inquietação, que se consomem nas labaredas dos desejos inferiores, que se envenenam nos tóxicos do ódio, que se asfixiam nos gases da mentira, que se arrastam nos visgos da luxúria, que se gastam nas rudes veredas do crime, que se enredam nas malhas da calúnia, que enlouquecem nos braços da ambição pedindo socorro e ajuda. Mas aí ficam porque querem...


Se quiseres, seguirás além.


O trabalhador enrija as fibras e os músculos nas atividades a que se entrega.


Irrigando as terras do pomar, o córrego ignora a extensão por onde correrão suas águas.


Rescendendo aroma, a rosa desconhece até onde o vento lhe conduzirá o odor.


Se quiseres, embora ignorando a extensão do caminho a percorrer, irás lutando contigo mesmo, vencendo cada dificuldade e criando o clima vivo do amor onde passes.


Compreenderás, então, como foi possível a Jesus, martirizado, perdoar os algozes e ampliar as possibilidades do amor, atendendo aos condenados que lhe faziam companhia à hora extrema, e doarás, também, como Ele mesmo, todo o teu querer à glória de servir e crescer, como base para a felicidade legítima no imo dos corações.




Acima, está sendo listado apenas o item do capítulo 47.
Para visualizar o capítulo 47 completo, clique no botão abaixo:

Ver 47 Capítulo Completo
Este texto está incorreto?