Messe de Amor

Versão para cópia
CAPÍTULO 46

ESCUTA E AGE

Liberta-te das amargas recordações que te prendem aos escuros caminhos do passado, e atende o chamado dos Arautos da Verdade, oferecendo o esforço pessoal ao serviço do bem de todos, nas trilhas comuns do dever, avançando sobre os cipoais, para livrar as leiras produtivas que te atenderão no amanhã.


Não te detenhas a examinar a própria aflição, imbuído de pessimismo e inutilidade.


A água mais inútil é a que se demora estagnada no lodo em que repousa, e o trabalhador mais ineficiente ainda é aquele que não experimenta produzir.


Vale-te da oportunidade e utiliza o tempo disponível, aprofundando a mente em considerações otimistas de renovação e atividade.


A fonte que muito penetra no solo enriquece-se de fios d’água que lhe aumentam a capacidade.


Não lamentes, asseverando: "sou infeliz. " Nem anules o apelo, informando: "quem sou eu para ajudar?" Quem decreta a própria inutilidade, desconhece-se.


A semente humilde, para transformar-se em árvore beneficente, não fixa a possibilidade negativa mas deixa-se ficar à mercê do lavrador eficiente, que a coloca no solo propício às suas possibilidades latentes.


Faze-te semente do bem operante, e não recalcitres nem exijas.


Estás no lugar certo, no momento exato, com os recursos exigíveis.


Movimenta o interesse parado e experimenta começar.


Recupera a alegria e deixa que a esperança irize o céu penumbroso da tua alma.


Ninguém atingirá as culminâncias das Alturas Espirituais sem a movimentação do sacrifício. Nem se justificará no fracasso, apresentando a desculpa: "eu não pude. " Todos estão aquinhoados, não apenas com os recursos que merecem, mas com as possibilidades que lhe são mais úteis.


Se a ave receasse tentar o voo, temendo a queda no abismo aos pés, ficaria imóvel na própria pequenez ante a glória da amplidão.


Começa, pois, ante o sublime convite que agora te chega aos ouvidos.


Tomba e recomeça; cai e repete a experiência. Todo momento é valioso auxiliar nas tarefas sagradas de tentar e recomeçar com Jesus.


Santos e heróis da Espiritualidade Superior, um dia atravessaram os mesmos momentos de indecisão e sofrimento.


Os que acreditavam em santificação parasitária ainda se demoram examinando e contemplando de braços petrificados, junto aos corações dominados por aflições superlativas.


Com muito acerto afirmava São João Crisóstomo: "um santo triste é um triste santo. " Recompõe, assim, a expressão íntima e encara a honra do convite, colocando-te no trabalho de qualquer natureza como quem realmente deseja servir.


E ergue o coração na diretriz do Eterno Trabalhador, seguindo com Ele, que nos convoca à vida, renovado pelo trabalho que transforma o pecador, facultando-lhe a comunhão com os anjos, enquanto nobres de fé e ricos de possibilidades se detêm inúteis e perdidos na retaguarda, em meditações transcendentes mas paralisantes.




Acima, está sendo listado apenas o item do capítulo 46.
Para visualizar o capítulo 46 completo, clique no botão abaixo:

Ver 46 Capítulo Completo
Este texto está incorreto?