Messe de Amor

Versão para cópia
CAPÍTULO 32

PROSSEGUIRÁS

Examinando os obstáculos que deparas na vilegiatura carnal, trabalha, servindo na luta em que te empenhas.


Neles encontrarás convites à humildade, exercícios à perseverança, chamamentos à fé. Compreenderás a necessidade de insistir no bem; descobrirás tesouros de alegria em cada vitória alcançada e empreenderás planos de trabalho infatigável.


Mas não te detenhas no serviço começado, considerando a facilidade, que se enfloresceu nos teus braços, como êxito e acomodação ao repouso.


O vento gasta a montanha, que lhe impede o caminho, lenta e insistentemente.


Agiganta-se o carvalho célula a célula.


Levanta-se o monumento pedra a pedra.


O que não consigas agora, terás mais tarde, se insistires no empreendimento começado.


Ensina o Evangelho que o servidor nunca deve desanimar, embora estando aparentemente vencido. E o Apóstolo Paulo conclama aos que tenham "os ossos desconjuntados" a prosseguirem.


Não te uniformizes com as indumentárias mentais dos vencidos, porquanto, qual se dá contigo mesmo, eles estão em viagem, na Terra, e despertarão, um dia, no país da consciência livre, examinando então as oportunidades perdidas...


Se alguém te fala que é loucura o esforço que empreendes, silencia e insiste no dever.


Se a bolota dissesse que um dia se transformaria em carvalho gigante, ninguém acreditaria.


Muito antes que o sábio Dalton (7) concebesse a "Teoria Corpuscular da Matéria", esta era constituída de corpúsculos.


Se a terra humilde e boa paralisasse o ministério santo de ajudar a semente ante o vaticínio dos pessimistas, o homem e os animais morreriam à mingua; e se o débil embrião fetal pudesse ouvir-te a respeito dos dias que o aguardam, acreditar-te-ia louco.


Não te intimidem, assim, as informações vulgares dos infelizes, que procuram sombrear o céu das tuas esperanças com nuvens pardas e cinzentas, no torvelinho das paixões em que se demoram.


* * *

Prosseguirás, se insistires na consciência reta, fazendo o melhor.


Se a morte interromper a tua tarefa, ainda assim, prosseguirás indefinidamente nas trilhas da Eternidade.


Das Esferas Superiores, companheiros que te precederam na romagem, e que continuam vivos, vêm enxugar-te o pranto, consolando o teu coração. Sustentam o teu espírito à hora da dificuldade para que não desfaleças nos rudes embates, semeando a felicidade na tua senda, chorando e sorrindo contigo, confiantes e ansiosos, aguardando o momento de te abraçarem, após a tarefa começada, com os júbilos de quem recebe, no lar, o familiar que retorna, depois de rudes refregas...


Insiste, dedicado ao bem, e prosseguirás, ditoso, depois de tudo.


Nota


(7) Nota digital: John Dalton (Químico) John Dalton foi um químico, meteorologista e físico inglês. Foi um dos primeiros cientistas a defender que a matéria é feita de pequenas partículas, os átomos. É também um dos pioneiros na meteorologia, iniciando suas observações em 1787 com instrumentos confeccionados por ele mesmo e publicando, seis anos mais tarde, o livro Meteorological Observations and Essays, um dos primeiros concernentes à ciência meteorológica.




Acima, está sendo listado apenas o item do capítulo 32.
Para visualizar o capítulo 32 completo, clique no botão abaixo:

Ver 32 Capítulo Completo
Este texto está incorreto?