Vida: Desafios e Soluções

Versão para cópia

Introdução

DlVALDO FRANCO Pelo Espírito Joanna de Ângelis

Série Psicológica Joanna de Angelis

Esta é uma obra resplandecente de conceitos libertadores do Espírito Joanna de Ângelis, através da mediunidade de Divaldo Franco.


A mensageira da Imortalidade oferece, em linguagem simples e acessível, estudos dos problemas humanos à luz da Psicologia Espírita com os subsídios da Psicologia Transpessoal, a fim de minorar os problemas e dificuldades da existência corporal, preparando o Espírito para a sua destinação futura.


Temas delicados são tratados com beleza e oportunidade para o entendimento dos aparentes enigmas da reencarnação, propondo soluções para as dificuldades de relacionamento, de comportamento, da existência em si mesma.


Os profundos conceitos, que chegam com sabedoria ao atendimento de todos, encontrados nesta e nas demais obras da Série Psicológica de Joanna de Ângelis, jamais serão esquecidos.


Divaldo Pereira Franco

Divaldo Pereira Franco é um dos mais consagrados oradores e médiuns da atualidade, fiel mensageiro da palavra de Cristo pelas consoladoras e esperançosas lições da Doutrina Espírita.


Com a orientação de Joanna de Angelis, sua mentora, tem psicografado mais de 250 obras, de vários Espíritos, muitas já traduzidas para outros, idiomas, levando a luz do Evangelho a todos os continentes sedentos de paz e de amor.


Divaldo Franco tem sido também o pregador da Paz, em contato com o povo simples e humilde que vai ouvira sua palavra nas praças públicas, conclamando todos ao combate à violência, a partir da auto pacificação.


Há 60 anos, em parceria com seu fiel amigo Nilson de Souza Pereira, fundou a Mansão do Caminho, cujo trabalho de assistência social a milhares de pessoas carentes da cidade do Salvador tem conquistado a admiração e o respeito da Bahia, do Brasil e do mundo.




Acima, está sendo listado apenas o item do capítulo 0.
Para visualizar o capítulo 0 completo, clique no botão abaixo:

Ver 0 Capítulo Completo
Este texto está incorreto?