Celeiro de Bênçãos

Versão para cópia
CAPÍTULO 55

Dinâmica da ação positiva

As dores que então experimentas, poderias tê-las evitado. A carga de amargura que agora te pesa em demasia, deverias tê-la impedido no começo. O ônus de inquietação ora volumoso resulta da invigilância a que te permitiste. Os problemas complexos deste momento estariam em outra expressão, quase nula, se houvesses refletido antes. A enfermidade constritora agasalhou-se a pouco e pouco, graças à tua negligência.


O desalinho íntimo não irrompeu de surpresa, mesmo assim permitiste que ele se assenhoreasse das tuas forças.


Naturalmente se fazem mister novos investimentos de energia edificante e renovador entusiasmo para que consigas desalojar esses hóspedes, malgrado os benefícios que podem propiciar-te, se te resolveres aceitá-los com a necessária lucidez mental e equilíbrio emocional. Qualquer mal aparente que nos atormenta, podemos transformá-lo em bem atuante, se o quisermos. A moeda que corrompe é a mesma que conduz vidas, conforme a direção que lhe seja dada.


O cautério que salva o órgão afetado danifica e mata as células que atinge. Todas as coisas que nos acontecem podem mudar de rumo conforme a receptividade que lhes propiciemos.


Assim, não te detenhas no "muro das lamentações" inconsequentes ou no peitoril da janela, em contemplação parasitária das ocorrências da vida. O dinamismo do Evangelho é convite a reajustamento imediato de atitudes e renovação sadia de hábitos. Recorda a expressão do leproso aflito que buscou Jesus: "Senhor, - dissera - se quiseres... " E como o Rabi o quis, restituiu-lhe a saúde e ensejou-lhe paz. Esforça-te e, animado pelo enobrecido espírito do querer, supera óbices e constrições, começando ou recomeçando as lutas em que te encontras empenhado no sentido de lograres a felicidade intransferível que te espera.




Acima, está sendo listado apenas o item do capítulo 55.
Para visualizar o capítulo 55 completo, clique no botão abaixo:

Ver 55 Capítulo Completo
Este texto está incorreto?