Celeiro de Bênçãos

Versão para cópia
CAPÍTULO 50

Pertinácia da obsessão

Cerco de longo curso, a pouco e pouco a obsessão logra pequenos êxitos que se transformam em áreas conquistadas na mente, até o momento de estabelecer-se em definitivo. Sutil, às vezes, mas, pertinazmente, a ideia infeliz se vai fixando e substituindo as imagens otimistas que desaparecem, cedendo lugar que se converte em campo de sombras. Ciúme aqui, inveja ali, ira adiante, formam o triângulo dominador que faz soçobrarem os melhores esquemas de equilíbrio por aceitação da invigilância. De quando em quando, irrompe em crise que passa, deixando, porém, lamentáveis vestígios, como desgaste emocionai, cansaço físico e mental improcedentes, amargura ou excitação. Repetindo-se com frequência, substitui os períodos de paz pelos da inquietação, sendo os estágios de harmonia breves pausas, no tumulto da quase permanente insatisfação e irascibilidade.


Nem sempre a obsessão se instala de chofre. Quando tal ocorre, o processo de fixação tem procedência em larga faixa de tempo, conseguida imperceptivelmente. Mentes comungam com mentes que se lhes assemelham. Espíritos sintonizam com espíritos que lhes são afins.


Pessoas sincronizam com pessoas em quem se comprazem. Quando se cultiva azedume e se dá guarida a suspeitas, ocorrem colheitas de desespero como de infelicidade.


Justo recorrer-se à terapêutica preventiva, quanto possível, e, percebendo-se instaladas as matrizes obsessivas, mister desdobrarem-se sérios esforços, pois o problema urge na sua gravidade, exigindo procedimento de largo porte e imediata decisão.


Enfermidade perigosa, a obsessão gera desgovernos lastimáveis e dores lancinantes, difíceis de serem catalogados ou descritos...


As vidas passadas reaparecem na presente, em expressões várias, como através daqueles que deixaste na retaguarda, graças ao mau caráter que te era peculiar. Ressurgem como cobradores, os que foram tuas vítimas. Conhecem-te como és e não como desejas ser.


Por isso, não creem nos teus propósitos, senão quando os testificas por meio de honestas atitudes superiores a que te afervoras e cujos propósitos vitalizas.


São pertinazes os fomentadores das obsessões. Conquista-os, através das ações elevadas. Não dês guarida, desse modo, às impressões nefandas no recesso do teu espírito. Reage com todas as forças à maledicência, à inveja, ao ciúme, à ambição, às paixões, em suma, perturbadoras. Policia a língua nos momentos infelizes a fim de que não te arrependas tardiamente.


Simpatia e cordialidade são construções laboriosas. Distonia e perturbação, ao inverso, têm origem no passado propagam-se e fixam-se facilmente.


Não titubeies, nem te permitas desaires. Convocado ao trabalho renovador da própria redenção, encara o compromisso assumido, deixa à margem melindres, facécias, ilusões, e avança para Jesus, em definitivo, reparando erros, reconquistando posição e perseverando otimista, sempre leal ao bem, até o fim.




Acima, está sendo listado apenas o item do capítulo 50.
Para visualizar o capítulo 50 completo, clique no botão abaixo:

Ver 50 Capítulo Completo
Este texto está incorreto?